Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Momentos e apontamentos

Momentos e apontamentos de uma família católica, na busca do caminho, da verdade e da vida!

Momentos e apontamentos

Momentos e apontamentos de uma família católica, na busca do caminho, da verdade e da vida!

10 meses de rapazinho

- Senta-se sozinho e rasteja a casa toda

- Coloca-se de pé sozinho apoiado em qualquer coisa

- Bate palminhas

- Diz que não com a cabeça quando não quer alguma coisa

- Chama mamã, papá na perfeição

- Já come o segundo prato às refeições

- Aponta com o dedo as manas, o papá, o Jesus (que está na parede da sala)

- É exigente, quer as atenções todas e só se entretém por alguns minutos sozinho

- Não gosta de estar preso nas cadeirinhas e quer é mexer, mexer...

- Já provou gelados, bolos, sumos... vantagens de ter duas manas mais crescidas

- Dorme e come que é uma maravilha

- É o nosso princípezinho e nós estamos muitos gratos a Deus, por ele nas nossas vidas! 

IMG_20160726_170640[1].jpg

As minhas miúdas

IMG_20160716_210601[1].jpg

- Estão crescidas

- Foram as duas alunas de mérito este ano

- São completamente apaixonadas pelo irmão, o que as fez vir embora, a meio do acampamento este mês, as saudades não deram tréguas

- Brincam muito juntas, pegam-se um bocado também, mas noto-as mais cúmplices

- Começam agora a ajudar mais em casa e fazem algumas tarefas com gosto

- São excelentes companhias

- A Inês, está definitivamente na adolescência, adora ouvir música nos seus phones, dançar, perfumes, vernizes, é muito feminina

- A Mariana ainda está na fase das brincadeiras mais infantis, adora jogar futebol, prefere sapatilhas a sandálias, e as vaidosices passam-lhe todas ao lado, o que ela quer é o máximo de liberdade para correr e jogar à bola.

- São as minhas miúdas, amo-as imenso e agradeço a Deus todos os dias, a benção de tê-las como filhas.

Sobre a vaidade

Este é um pecado difícil de contornar, é realmente complicado livrar-me da vaidade no dia a dia.

Ela está escondida na alegria com que mostro os meus filhos, está presente na forma como me preparo para sair à rua para trabalhar, está oculta no brio que tenho em manter a casa limpa e organizada, está implicita na felicidade do meu relacionamento com o meu marido...

Tenho a vantagem de ter a noção deste pecado!

De saber que é fundamental para a nossa vida cristã e para a educação que queremos dar aos nossos filhos, livrar-me de tal pecado.

Tenho de renunciar a certas coisas mundanas, tenho de pedir diariamente a Jesus que me ajude a manter o foco naquilo que ELE quer para a minha vida.

Que me importa a opinião dos outros? Deve-me preocupar corresponder ao que Deus espera de mim.

Deus não quer saber se eu visto a última moda, se uso maquilhagem que realça os meus olhos, ou se os meus filhos são lindos e andam sempre como manequins saídos de montras.

Deus não fica feliz por eu ter uma casa que mais parece um museu.

Deus espera que eu siga Jesus, que eu tenha filhos amados e felizes, que eu seja humilde nestas vestes, nos enfeites e que tenha mãos generosas, que vão ao encontro do outro que precisa de mim.

Deus espera de mim alegria na vida familiar, na vida conjugal, uma vida dedicada ao serviço, ao amor, ao encontro com o próximo...

Deus espera que a minha casa, seja um ponto de encontro com os irmãos, que eu tenha a capacidade de fazer sobressair o dom da hospitalidade.

É bom refletir na vaidade, às vezes ouço dizer que ser um bocadinho vaidoso é bom, mas sinceramente não me parece.

Devemos ser cuidadosos, com o nosso corpo que é o nosso templo, com os nossos filhos claro, com os nossos relacionamentos, com a nossa casa ser agradavel para ser vivida, mas não confudamos o cuidado com a vaidade, pois esta última leva-nos a perder o foco do que realmente importa.

 

Não permitais que meus olhos vejam a vaidade, fazei-me viver em vossos caminhos (Salmos 118, 37)

 

A Graça de Deus

A semana passada foi cheia da graça de Deus, a acontecer em vidas conhecidas por quem temos orado.

Situações de emprego, escolas, e saúde ... quanta graça recebida! Obrigado papá!

Deus é muito bom!

 

Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. João 1:3

E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça. João 1:16

 

:)

IMG_20160725_215636[1].jpg

IMG_20160723_162346[1].jpg

 As noites quentes levam-nos a caminhadas nocturnas no "nosso" jardim, enquanto a casa areja com o ar fresco que só começa a circular por volta das 21h00.

As miúdas dão duas corridas, o Tiago normalmente adormece quase de imediato, nós aproveitamos para respirar ar puro e relaxar...

Ontem apanhei umas flores para a nossa mesa, que estava muito despida.

Adoro morar nesta zona (na nossa zona), tudo fica mais simples de se fazer aqui.

Somos uns privilegiados. 

 

Coração de mãe

IMG_20160723_162211.jpg

Este domingo fizemos finalmente a viagem a Fátima, a fim de, apresentarmos o nosso Tiago a Maria.

Tinhamos estado em Fátima o ano passado, em modo dois em um e voltamos este ano conforme o combinado.

A gravidez do Tiago foi desde o início uma gravidez que exigiu alguns cuidados e muito repouso, havia o risco de perder o bebé...

Durante os dias em que fiquei enclausurada em casa, com ordens peremptórias de fazer o roteiro sofã-cama-cama-sofã, orei muito a Maria, que tal como eu foi Mãe, que conhece melhor do que ninguém as dores próprias de quem carrega um filho e o ama desde aquele momento em que nos sentimos grávidas.

Consagrei a minha gravidez a Maria e ela respondeu-me fazendo-me encontrar na biblia o salmo 91, chorei lágrimas de alegria com a certeza que Maria ouviu as minhas preces e que intercederia junto a Jesus pelo meu bebé.

Ontem foi o dia de levar o Tiago e apresentá-lo à nossa Mãe e entregar, não só a sua vida, mas as vidas dos meus três filhos nas mãos de Maria. 

Foi um dia muito feliz! Apesar do calor que se fez sentir ao longo de todo o dia, os meninos estiveram todos bem dispostos e apreciaram a viagem.

 

"Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos." Salmos 91:11

 

 

 

Não existem Super Mulheres

Mas bem que eu gostava que existissem e eu fosse uma delas!

Há dias em que me sinto uma péssima mãe.

Mesmo agora sem a escola e os trabalhos, o tempo não rende aquilo que eu desejo ou então é a gestão que não está a ser bem feita.

O bebé leva-me grande parte do tempo. A casa, os afazeres, tudo me rouba tempo que deveria dedicar às meninas e a Deus!

Neste momento sinto que são os grandes penalizados...

Lá vou arranjando uns minutos para o marido, alguns minutos para mim, as meninas como passam o dia no ATL e chegam mais tarde... saiem prejudicadas. Isto dá cabo de mim!

A oração tem saído prejudicada... isto está mal!

Sinto-me péssima!

Tento manter a casa em ordem, embora existam coisas que eu não consigo fazer a curto prazo, nem sei se conseguirei fazer a médio prazo, como os vidros e o forno que precisavam mesmo ser limpos... 

É um corropio todos os dias, o jantar, as sopas, os banhos, as roupas... 

O facto do Tiago andar sempre com viroses desde que entrou para a creche também não ajuda à festa.

Mas sinto que estou a falhar! Com elas e com Deus!

Há coisas como a oração que deveriam ser prioritárias, o estar com as minhas filhas, mesmo... sem ser só há hora do jantar...

E o resto? E os cabelos no chão? E as casas de banho que não se lavam sozinhas? E a roupa que amontoa?

Sinceramente às vezes apetecia-me ter dinheiro e poder deixar de trabalhar. Dedicar-me à educação dos meus filhos e a cuidar da nossa casa, das nossas atividades em familia... ter tempo para organizar os nossos momentos de oração...

Poder ter tempo para fazer um bolo, passear com eles no jardim, pintar, e cuidar deles... cuidar de nós!

Isto está tão mal, a sério...

Como fazem vocês mães de três ou mais filhos para conseguirem uma gestão eficiente do vosso tempo?

Conseguem sempre tempo para aquilo que desejam? E a casa? Conseguem mantê-la em dia?

Sugestões aceitam-se por favor!

IMG_20160711_154252[1].jpg

 

 

Alegria... o sal da vida

IMG_20160704_211247.jpg

 

Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele. 

Salmos 118:24

 

O verdadeiro cristão conhece-se pela ALEGRIA de viver, não quer isto dizer que viva uma vida inconsciente, sem problemas, sem frustrações, sem chatices... isso não existe!

Mas significa que enfrenta os problemas com uma fé sempre renovada, com a graça de ser um filho amado e de nunca em situação alguma, se sentir só ou desamparado.

O cristão confia no seu PAI, como as crianças de colo confiam no seu pai/mãe, quando este o atira ao ar, em jeito de brincadeira, a criança sente-se segura e ri-se porque confia.

Assim é o cristão, com um sorriso na cara, com a alegria no peito pela graça de ser filho AMADO, ainda que muitas vezes chore, se zangue, se sinta cansado...

Esta alegria, só se consegue vivendo e AGRADECENDO todas as bençãos a cada novo dia que nos é concedido, aceitando as infelicidades ainda que não se entenda o seu propósito, mas confiando no plano de FELICIDADE que Deus tem para nós.

Esta alegria VERDADEIRA, deve ser desejada e conquistada no DIA A DIA por cada um de nós, cristãos, e deve ser o nosso cartão de visita, a nossa imagem de marca... para que possamos ser o sal da vida, não nos deixemos levar pelas amarguras da vida, mas tenhamos a força de sorrir e confiar plenamente, e digamos o nosso SIM diário a Jesus!

 

Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. 

Mateus 5:13